o que fazer? preciso de ajuda.

Primeiro dizer que preciso de ajuda e que gostaria que a pessoa que fosse ler o meu texto tivesse paciência pois será longo.
A 2 e 6 meses que namoro com alguém(namorado apresentado na família) e nunca nos envolvemos sexualmente, embora muitas das vezes mesmo com medo de desobedecer a Deus acabamos por nos tocar e ficar nus a frente um do outro. mais graças a Deus nunca nos envolvemos sexualmente, ou seja nunca houve penetração.

Quando completamos 2 anos de namoro porque ele estava com comportamentos muito estranhos, pedi um tempo e nos separamos, isso durante 2 meses. Durante esse tempo tudo o que eu sabia fazer era Jejuar e orar por nós, pedindo perdão e a transformação de Deus. Até que um dia orei e senti que devia ir para casa dele para nos reconciliarmos que graças a Deus conseguimos fazer e as coisas foram caminhando melhor.
Mais passado 2 meses depois de nos reconciliarmos passei a falar com alguém que é meu colega de universidade, meu mais velho de 16 anos, muito inteligente, solteiro, tem 1 filho de 10 anos e que me atraí… Em outras palavras comecei a trair o meu namorado, me apaixonei por essa pessoa, e mesmo sabendo que tinha namorado e com peso de consciência fui me entregando, fizemos tudo(incluindo sexo oral) menos a penetração. Tudo isso pesava muito, mais eu gostava de estar nos braços dele, gostava do beijo, mais em meio ao pecado eu só pensava naquilo que é o meu relacionamento com Deus, e mesmo a errar só conseguia chegar em casa e orar, fui procurando formas de afasta-lo como dizendo que tenho namorado, que não podia fazer sexo antes do casamento(visto que Ele pedia para fazermos e eu negava sempre) lá Ele foi insistindo e porque não gostava de discutir com Ele(meu colega) fui enrolando fazendo promessas como não vamos fazer hoje, mais sim amanha e bla bla, até que um dia prometi que faríamos num domingo (isso porque de alguma forma eu pensava que enrolando Ele talvez cansaria) mais antes de sair de casa orei com muita sinceridade e pedi a Deus que nos desse oportunidade de termos uma conversa seria e que se Ele aceitasse esperar o casamento para fazermos sexo Eu entenderia que é Ele que Deus quer para mim, caso contrario é porque não é da vontade de Deus. Chegou o tal domingo isso 15 dias atrás, Ele toda ansioso a minha espera para fazermos sexo, Eu fui a casa dele a justificar que já estava tarde e que não podia ficar em casa D´ele porque tinha que ir pra casa. Ficou chateado, lá comecei a me irritar também e disse: Eu não quero fazer sexo, sinto a necessidade de obedecer a Deus quanto a isso e não será por ninguém que eu vou desobedecer, pelo menos quanto ao sexo, sei que errei a me entregar a ti, mais não posso.
Lá Ele começou argumentar que Sexo não é só a penetração, que o que nós fizemos também é sexo, Eu acredito no mesmo, mais também penso que eu não devo permanecer no pecado, apesar de não ter feito o certo a misericórdia de Deus se renova a cada manha e ainda é oportunidade de me arrepender e abrir mão dos desejos do carne. E Ele você(Eu) ainda não entende verdadeiramente o conceito de Deus porque Deus é bom e não te mandaria para o inferno porque te envolves te sexualmente com alguém que será o meu marido, alguém que me ama e que Ele acredita que o verdadeiro casamento é o sexo, por se tratar de uma união.
E desde o princípio Ele diz que me quer como sua esposa, que está disposto a casar comigo, coisa que de principio não acreditava, mais depois comecei a perceber que era um assunto que estava a ser levado com muita seriedade. Mesmo assim naquele domingo decidi me afastar porque lembrava da oração que fiz. E fui me resolver com Deus, voltar para aquilo que era o meu relacionamento com Deus e procurar não sentir saudades dele.
Até que ontem Ele enviou a msg a dizer que estava triste comigo, e que estava a ter a certeza de que Eu não gostava Dele e que a minha intenção foi brincar com a cara dele, respondi simplesmente dizendo que Ele sabe que não é nada disso. voltou a responder que os casais quando se separam por gostarem um do outro normalmente surpreendem coisa que eu não consegui fazer.
Hoje 27.07 ligou a dizer que ainda me quer, e sugeriu que eu converse com alguém mais adulto, pois o meu comportamento não está a ser normal para quem já fez o que fez a penetração não faria diferença e que se eu quiser casamos em Setembro, que Eu ainda posso me arrepender, que estou a usar a minha vagina como triunfo, que isso é um dos maiores erros que estou a cometer.
Que tudo depende de mim, e sugeriu que namoremos como qualquer casal (isso é fazendo sexo, Famílias apresentadas, etc), enquanto preparamos uma grande cerimonia de casamento e Ele acaba de pagar a casa do condomínio.
Mais antes dizer que eu contei ao meu namorado, que eu o trai, Ele não me deixou mais pediu um tempo para pensarmos bem no que queremos, e está muito triste comigo, confiava muito em mim e Eu quebrei a confiança dele. Tenho tentado recuperar o meu relacionamento, e não perde-lo.

Na verdade eu não quero pedir ajuda se devo ou não ficar com Ele(meu colega), mais perturbada se posso dizer, Eu não quero criar barreiras com Deus, eu não quero fazer sexo sem antes casar, não quero ter que ir a disciplina por fornicação, não quero deixar de trabalhar na seara do Senhor, nem tão somente abrir mão do meu namorado que é um homem bom comigo, paciente e que me ama de Verdade. E sem contar que a minha mãe ficaria muito triste ao me ver na disciplina.
Só que não sei como dizer que não quero ficar com Ele, Ele tenta me convencer de varias formas.
Já tentei a base da bíblia, mais ele vai a busca de outros passagem bíblicas para me contrariar(Ele conhece a bíblia, mais não conhece o autor, o Dono da bíblia).
me ajudem.

Clique aqui para fazer sua pergunta!

o que fazer? preciso de ajuda.

Primeiro dizer que preciso de ajuda e que gostaria que a pessoa que fosse ler o meu texto tivesse paciência pois será longo.
A 2 e 6 meses que namoro com alguém(namorado apresentado na família) e nunca nos envolvemos sexualmente, embora muitas das vezes mesmo com medo de desobedecer a Deus acabamos por nos tocar e ficar nus a frente um do outro. mais graças a Deus nunca nos envolvemos sexualmente, ou seja nunca houve penetração.

Quando completamos 2 anos de namoro porque ele estava com comportamentos muito estranhos, pedi um tempo e nos separamos, isso durante 2 meses. Durante esse tempo tudo o que eu sabia fazer era Jejuar e orar por nós, pedindo perdão e a transformação de Deus. Até que um dia orei e senti que devia ir para casa dele para nos reconciliarmos que graças a Deus conseguimos fazer e as coisas foram caminhando melhor.
Mais passado 2 meses depois de nos reconciliarmos passei a falar com alguém que é meu colega de universidade, meu mais velho de 16 anos, muito inteligente, solteiro, tem 1 filho de 10 anos e que me atraí… Em outras palavras comecei a trair o meu namorado, me apaixonei por essa pessoa, e mesmo sabendo que tinha namorado e com peso de consciência fui me entregando, fizemos tudo(incluindo sexo oral) menos a penetração. Tudo isso pesava muito, mais eu gostava de estar nos braços dele, gostava do beijo, mais em meio ao pecado eu só pensava naquilo que é o meu relacionamento com Deus, e mesmo a errar só conseguia chegar em casa e orar, fui procurando formas de afasta-lo como dizendo que tenho namorado, que não podia fazer sexo antes do casamento(visto que Ele pedia para fazermos e eu negava sempre) lá Ele foi insistindo e porque não gostava de discutir com Ele(meu colega) fui enrolando fazendo promessas como não vamos fazer hoje, mais sim amanha e bla bla, até que um dia prometi que faríamos num domingo (isso porque de alguma forma eu pensava que enrolando Ele talvez cansaria) mais antes de sair de casa orei com muita sinceridade e pedi a Deus que nos desse oportunidade de termos uma conversa seria e que se Ele aceitasse esperar o casamento para fazermos sexo Eu entenderia que é Ele que Deus quer para mim, caso contrario é porque não é da vontade de Deus. Chegou o tal domingo isso 15 dias atrás, Ele toda ansioso a minha espera para fazermos sexo, Eu fui a casa dele a justificar que já estava tarde e que não podia ficar em casa D´ele porque tinha que ir pra casa. Ficou chateado, lá comecei a me irritar também e disse: Eu não quero fazer sexo, sinto a necessidade de obedecer a Deus quanto a isso e não será por ninguém que eu vou desobedecer, pelo menos quanto ao sexo, sei que errei a me entregar a ti, mais não posso.
Lá Ele começou argumentar que Sexo não é só a penetração, que o que nós fizemos também é sexo, Eu acredito no mesmo, mais também penso que eu não devo permanecer no pecado, apesar de não ter feito o certo a misericórdia de Deus se renova a cada manha e ainda é oportunidade de me arrepender e abrir mão dos desejos do carne. E Ele você(Eu) ainda não entende verdadeiramente o conceito de Deus porque Deus é bom e não te mandaria para o inferno porque te envolves te sexualmente com alguém que será o meu marido, alguém que me ama e que Ele acredita que o verdadeiro casamento é o sexo, por se tratar de uma união.
E desde o princípio Ele diz que me quer como sua esposa, que está disposto a casar comigo, coisa que de principio não acreditava, mais depois comecei a perceber que era um assunto que estava a ser levado com muita seriedade. Mesmo assim naquele domingo decidi me afastar porque lembrava da oração que fiz. E fui me resolver com Deus, voltar para aquilo que era o meu relacionamento com Deus e procurar não sentir saudades dele.
Até que ontem Ele enviou a msg a dizer que estava triste comigo, e que estava a ter a certeza de que Eu não gostava Dele e que a minha intenção foi brincar com a cara dele, respondi simplesmente dizendo que Ele sabe que não é nada disso. voltou a responder que os casais quando se separam por gostarem um do outro normalmente surpreendem coisa que eu não consegui fazer.
Hoje 27.07 ligou a dizer que ainda me quer, e sugeriu que eu converse com alguém mais adulto, pois o meu comportamento não está a ser normal para quem já fez o que fez a penetração não faria diferença e que se eu quiser casamos em Setembro, que Eu ainda posso me arrepender, que estou a usar a minha vagina como triunfo, que isso é um dos maiores erros que estou a cometer.
Que tudo depende de mim, e sugeriu que namoremos como qualquer casal (isso é fazendo sexo, Famílias apresentadas, etc), enquanto preparamos uma grande cerimonia de casamento e Ele acaba de pagar a casa do condomínio.
Mais antes dizer que eu contei ao meu namorado, que eu o trai, Ele não me deixou mais pediu um tempo para pensarmos bem no que queremos, e está muito triste comigo, confiava muito em mim e Eu quebrei a confiança dele. Tenho tentado recuperar o meu relacionamento, e não perde-lo.

Na verdade eu não quero pedir ajuda se devo ou não ficar com Ele(meu colega), mais perturbada se posso dizer, Eu não quero criar barreiras com Deus, eu não quero fazer sexo sem antes casar, não quero ter que ir a disciplina por fornicação, não quero deixar de trabalhar na seara do Senhor, nem tão somente abrir mão do meu namorado que é um homem bom comigo, paciente e que me ama de Verdade. E sem contar que a minha mãe ficaria muito triste ao me ver na disciplina.
Só que não sei como dizer que não quero ficar com Ele, Ele tenta me convencer de varias formas.
Já tentei a base da bíblia, mais ele vai a busca de outros passagem bíblicas para me contrariar(Ele conhece a bíblia, mais não conhece o autor, o Dono da bíblia).
me ajudem.

Qual a idade minima para evangelicos se casarem?

Tenho uma sobrinha de 13 anos que ja iniciou sua vida sexual. O namorado dela tem 16 anos. Ela disse q o pastor dela aconselhou eles a se casarem. As maes deles apoiam. O q sei eh q pela lei so se ela estivesse gravida, o q nao esta. Qual seria a melhor opcao nesse caso? Casar ou parar de fornicar ate o casamento com 16 anos ( idade minima)?

Sexo antes do casamento

Há cerca de um ano fiz sexo, pela primeira vez, com uma desconhecida, desde então nunca mais o fiz. Por nao ter achado alguem especial o bastante para isso.
Há alguns meses conheci uma outra garota que está me fazendo entrar cada vez mais no ambito religioso e me fazendo ser evangêlico (atualmente ainda me considero catolico). Gostaria de saber como proceder e pedir perdão sobre meu ato falho, mesmo q eu não soubesse (ou me importasse) com a palavra de deus sobre sexo antes do casamento.

Obrigado

Reconciliação de um namoro pode ser considerado planos de Deus para nossas vidas

Acabo de sair de um namoro de quase três anos, muito intenso e fora da presença do senhor, eu de família cristã e ela católica. Com muitas contendas e discussões conseguimos levar o namoro com momentos indescritíveis em grande parte deste tempo, onde ela se converte no segundo ano e se batiza na igreja da qual minha família frequentava, porém eu avia negado uma vida em cristo e vivia com princípios mundanos. Uma vida com drogas, mentiras, bebidas e muito pecado carnal, o senhor que tenha misericórdia de mim. Ela se sente tocada pelo espírito santo e consegue me resgatar para a casa do senhor, porém eu seguia por amor a ela não por vontade própria. Nesta altura eu já havia largado tudo aquilo que me corrompia por amor e a favor de um relacionamento sadio, porém seguia um relacionamento com intimidade (sexo). Me tornei um homem frio, insensível e amargurado, inclusive terminando o namoro algumas vezes mas minha amada insistia em nós e dizia ir até o fim por nós dois, e eu sempre dava uma chance perante nossa história. No ultimo ano, ela não suportava mais o meu comportamento, apesar de nunca ter faltado com amor, onde eu vivia em estado de insatisfação e ela de culpa pela vida em que estávamos vivendo. Diante de tudo isso passamos por orientações com o pastor e ele nos aconselha a dar um tempo, sendo que inicio o tempo se avisá-la e a magoo outra vez.Pouco depois ela decide terminar o namoro e se lamenta por tudo aquilo inclusive dizendo que não era a vontade dela no momento mas crendo que seria o melhor para nós dois. Passam-se dois meses e eu sinto a sua falta, o teu vazio e passo assim a me aproximar mais de Deus, orando sem cessar, iniciando jejum e buscando o reino de Deus em tempo integral, pois a esta altura eu estava colocando Deus em primeiro lugar na minha vida.
Hoje convivemos na mesma igreja, porém ela se aproximou de algumas jovens da igreja, e sinto que ela me rejeitam com os olhares e comportamentos tanto dela quanto de suas amigas. Sinto que o amor floresceu novamente em mim, onde já havia pedido perdão a ela e insistido por uma reconciliação do nosso namoro, mas ela dizia para eu desistir e insistia em quebra de laços. Não olha mais para mim, não responde mensagens, não atende e nem quer manter uma amizade, e eu luto pela nossa história e pelo nosso amor, querendo honrá-la pela nossa história e por ter confiado em mim durante tanto tempo apesar dos conflitos. Têm sido tempos de muitas lágrimas e solidão, pois não consigo me aproximar nem mesmo das pessoas da igreja, nem mesmo me abrindo, pois ela faz parte do grupo e sempre que eu chego o clima muda. Tenho orado para que o senhor me livre das lembranças e dos sentimentos que não sejam de tua vontade, mas o verdadeiro amor não passa, tudo crê, tudo suporta e tenho sido firme em busca de um relacionamento sadio, santo e puro. Será que Deus aprovaria meu sentimento mesmo sabendo das escolhas da minha amada? Como ele poderá trabalhar no coração dela se ela parte com palavras frias e dolosas? Eu sonho sinceramente com uma reconciliação mesmo diante de todo mal a qual causei, por ter sido seu primeiro namorado e para honrar toda sua pureza e amor da qual habitava nela no início de tudo.

Relações no namoro resultam numa espera maior pelo casamento?

A paz!
Amados, primeiramente sei que a resposta da minha pergunta é positiva, mas gostaria de explicar mais minha história para que os irmãos possam me ajudar diante da postura que tomei.
Conheci um rapaz evangélico e estou com ele há 1 ano. No começo do namoro era clara a intenção dele de casar o mais rápido possível. Nós dois tivemos nossa primeira relação sexual juntos e mantemos uma vida sexual ativa. Eu o amo muito e sei que ele também me ama. Nosso relacionamento é muito sério, saímos, viajamos e nos divertimos bem como frequentamos a mesma igreja. O problema é que fui pega de surpresa ao descobrir os planos de casamento dele que se estenderam o mais que o dobro para 5 anos, sendo que antes ele dizia que não queria namorar mais que 2 anos. Esta certo que nenhum de nós tem condição de um casamento agora ou daqui um ano, porém ele pretende esperar demais e esperar a formação no ensino superior e também um salário muito alto para pensar em me fazer a proposta, sendo que ele poderia tomar as rédeas e se esforçar desde já para que nós pudêssemos nos tornar esposo e esposa o quanto antes como manda a Lei de Deus e como o Senhor se alegraria em ver. Eu penso em meu coração que a maior razão pela qual ele quer adiar tanto o matrimonio seja o sexo. Como ele já disse, não se sente culpado afinal nós vamos mesmo nos casar… só que algum dia.
Já eu me sinto incomodada, e tomei a decisão e lhe disse a pouco tempo que não vamos mais ter relações sexuais até o casamento. Ele não recusou e disse que estava tudo bem, apesar de ficar muito pensativo ele continua me tratando da mesma forma que antes. Pergunto aos irmãos se isso pode resultar numa real mudança no comportamento anterior dele de adiar a união? O que eu fiz parece uma punição aos olhos de vocês? Algumas pessoas com quem compartilho confidencias disseram que pareceu. Agradeço a quem opinar com educação.

Isso é um ato pecaminoso? Por que?

É, irmãos espero que realmente alguem me ajude. Eu sou evangelica de berço, e tenho um grande problema, sinto muitas necessidades sexuais, e enquanto eu nao namoro, eu procuro esperar de Deus o meu escolhido, só que a necessidade é grande de prazer, entao para que eu nao faça besteiras, eu procuro me masturbar, mas logo apos o ato, apesar do aliviio que sinto, eu me sinto suja, e penso q nao sou digna de ser serva de Deus… creio que realmente n seja, mas eu queria que alguem me fizesse entender baseado na biblia porque é pecado, e também o que faço para parar com isso.
ME AJUDEM

Clique aqui para fazer sua pergunta!

Duvida entre Religiões

Bom dia, meu Nome é Antônio, sou católico e ando tendo muitas duvidas sobre o evangelismo e gostaria de conhecer mais sobre isso. Por favor, peço respostas sinceras pois meu momento é de real duvida sobre as doutrinhas.
Recentemente eu conheci uma evangelica e nos tinhamos um excelente relação; mas houve um bloqueio em nosso relacionamento devido a religião. Há algumas semanas, conheci outra garota fantastica, estou morrendo de medo do mesmo resultado anterior.
Vim aqui então para conhecer melhor. Se alguem puder me indicar na biblia onde está escrito, não precisa citar, tais assuntos:
– Casamento de desiguais
– Sexo antes do casamento
– masturbação
– algo a ver com a não existencia de santos
e outros assuntos que achem que eu deva aprender.
Tenho pesquisado um pouco e realmente eu NÃO VEJO diferença entre o catolicismo e o evangelismo; seguimos o mesmo livro, adoramos ao mesmo Deus, acreditamos na existencia das mesmas pessoas.
Pelo que estou percebendo, as principais diferenças são em relação à própria Igreja e não aos seus discipulos!
Por que há então um debate tão grande nesse assunto?
Por que o medo de se juntar duas pessoas que acreditam no mesmo Deus, com o mesmo amor?
E eu acho que existe muito a instauração do medo no Evagelismo?Oque acham disso, essa minha impressão é correta?

Eu tenho medo de perder pessoas que poderiam ser “amores da minha vida” devido a isso. por termos nascido e “culturados” de formas diferentes. Eu veementemente acredito que ambos lados estão certos.
Fiz essas perguntas de coração, expondo minha duvidas. Eu realmente gosto dessa ultima menina e gostaria de ser um bom “namorado”, principalmente nesse quesito tão importante e tão dificil. (obs: acredito sobre Sexo antes do casamento como uma decisão da pessoa em si, e respeito tal decisão sem problema algum).

Obrigado.

Posso usar numerologia para calcular o número da besta?

É correto usar da numerologia e da gematria para tentar desvendar o apocalipse. Matemática simples, pois de acordo com a gematria, cada letra tem seu valor numérico. A = 1, B = 2, C= 3, D = 4… até o J que vale 10, depois dele K vale 20, L vale 30, até S que vale 100. Depois do S, T = 200, U = 300, até chegar no Z, que vale 800.
Resumindo, podem pesquisar no google sobre a gematria e a numerologia. A questão é: Posso usar os valores das letras para desvendar profecias? Usando calculos de adição para chegar ao nome da besta, cujo número é 666? E qual gematria eu teria que usar, hebraica ou grega???
Tipo assim, pego o nome José Maria. De acordo com a numerologia, eu somaria da seguinte maneira: 10 + 60 + 100 + 5 + 40 + 1 + 90 + 9 + 1 = 316. Fiz o calculo de cabeça, se estiver errado, por favor, corrijem.
Eis a pergunta, pois está escrito para calcularmos o nome da besta. Eu não sei qual poderia ser este nome, já que existem muitos nomes que somados dão 666.
Todavia, confesso que utilizo desta técnica para treinar a mente. Desde já, agradeço as respostas.

Podemos nos masturbar sem pecar?

É estranha a pergunta, porém, gosto de levantar questões polêmicas.
Agradeço aos comentários do pessoal em outras perguntas. Agora, o cientista diz que é natural, mas opadre e pastor dizem que é errado.
Afinal, podemos nos masturbar sem imaginar mulheres sensuais? Posso por exemplo me masturbar com uma pedra? Isso é, com a imagem da pedra? Ou isso seria pecar por idolatria? Dá para masturbar sem imaginar nada? Ou isso seria dar vazão pro diabo? Pois mente vazia é oficina do diabo. O sêmen deve sair para fora, mas como fazer isso sem pecar? Oo
Tirem minhas dúvidas, porque seDeus nos criou com esses órgãos, então, por que nos proibiu de aliviar o instinto?

Mulher casada pode se masturbar?

Pergunto porque meu marido trabalha embarcado numa plataforma e fica 15 dias sem voltar para casa. Antes eu nunca tive problema, mas ultimamente, agora que estou com 45 anos tem sido muito dificil para mim esperar.
Depois que passa a primeira semana fica muito complicado. Ai tem uma noite que eu acordo já pensando muito nele e não consigo evitar me tocar.
Mas eu nunca pensei em outro homem, so penso no meu marido.
Então queria saber se estou pecando e como evitar.
Já orei muito. Mas a força é maior que a minha para aguentar.

Gostaria de saber, principalmente de alguma irmã casada.

Obrigada e fiquem na paz do Senhor.