De acordo com a bíblia o inferno foi criado para o diabo e seus anjos, certo?

A minha duvida é a seguinte, se o inferno foi criado para ele e seus anjos, por qual motivo logo apos ele ter sido lançado para fora do reino de Deus, ele não foi para o inferno criado para ele junto com seus anjos, e simplesmente ficou aqui na terra, e pode se dizer que “estragou” o nosso mundo. Se alguém tiver uma explicação bíblia para mim sobre esse assunto ficarei grato.

20 pensou em “De acordo com a bíblia o inferno foi criado para o diabo e seus anjos, certo?

  1. Eliel! Que a Paz de Jesus seja com o irmão.

    Na verdade, você abre duas questões: (1) O inferno foi criado para… e (2) Por que Deus não executou imediatamente o juízo sobre Satanás. Vou lhe apresentar alguns elementos para ajudá-lo a pesquisar o assunto e, pela graça de Deus, chegar por si mesmo às conclusões verdadeiras:

    (1) A questão do inferno (transcrevo resposta que já dei neste site):
    O “inferno eterno” realmente é uma doutrina muito difícil de conciliar com a ideia de um Deus justo e amoroso. Até os homens de bem condenam a tortura. Leis humanas proíbem a tortura mesmo de criminosos. Seriam os homens de bem mais misericordiosos e compassivos do que Deus?

    Alguns teólogos, algumas igrejas e muitos cristãos em particular, entendem a questão de maneira bem diferente. Apresentam alguns argumentos básicos que, segundo eles, comprovam que o “inferno eterno” não é um conceito bíblico. Vou resumi-los em seguida. Depois, caso deseje estudar mais detalhadamente o assunto, entre em contato aqui pelo site ou utilizando o meu endereço de e-mail.

    1)_Na grande maioria dos textos bíblicos INFERNO significa O LUGAR ONDE ERAM COLOCADOS OS MORTOS, ou seja, o que chamamos hoje de CATACUMBA ou SEPULCRO. Esse é o sentido mais evidente da palavra INFERNO nas línguas bíblicas originais (HADES no grego e SHEOL no Hebraico).
    Um exemplo está em Atos 2:27, quando os apóstolos falaram da ressurreição de Jesus:

    “POIS NÃO DEIXARÁS A MINHA ALMA NO INFERNO, NEM PERMITIRÁS QUE O TEU SANTO VEJA A CORRUPÇÃO”

    Nos versículos 31 e 32 esclarece-se mais ainda o sentido:
    “SUA ALMA NÃO FOI DEIXADA NO INFERNO, NEM SUA CARNE VIU A CORRUPÇÃO. DEUS RESSUSCITOU A ESTE JESUS”.

    Veja, Eliel: os que não aceitam a doutrina do “inferno eterno” argumentam que é um absurdo dizer que a alma de JESUS ficou no inferno desde a sua morte, na Sexta-Feira, até a sua ressurreição, no Domingo. Por isso entendem que INFERNO é simplesmente a SEPULTURA ou LUGAR ONDE SE COLOCA OS MORTOS. Neste caso particular, trata-se do sepulcro cedido por José de Arimateia. JESUS não foi deixado lá até a decomposição do seu corpo. ELE ressuscitou no Domingo.

    Aliás, a versão católica dos monges belgas já traduz inferno por LUGAR DOS MORTOS. Veja:

    “É, portanto, a ressurreição de cristo que ele previu e anunciou por estas palavras: ELE NÃO FOI ABANDONADO NA REGIÃO DOS MORTOS, E SUA CARNE NÃO CONHECEU A CORRUPÇÃO”.

    2)_Então como fica o Juízo Final? Os cristãos que não acreditam na existência do “inferno” como um lugar de tortura eterna, acreditam na “SEGUNDA MORTE”. Citam:
    • “E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no LAGO DE FOGO”. (Ap 20:15)
    • “Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos que se prostituem, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no LAGO QUE ARDE COM FOGO e enxofre; o que é a segunda morte”. (Apocalipse 21:8)
    • “E a morte e o inferno foram lançados no LAGO DE FOGO. Esta é a segunda morte”. (Apoclipse 20:14).

    3)_O LAGO DE FOGO, conforme o pensamento destes cristãos, é a própria terra incendiada pelos fogos do juízo final. (A exemplo do juízo ocorrido no tempo de Noé, em que a terra foi transformada num imenso “LAGO DE ÁGUA)”. Veja o texto:

    “E deste modo o mundo de então perecia afogado na água. Mas os céus e a terra que agora existem são guardados pela mesma palavra divina e reservados para o fogo no dia do juízo e da perdição dos ímpios.
    Entretanto, virá o dia do Senhor como ladrão. Naquele dia os céus passarão com ruído, os ELEMENTOS ABRASADOS SE DISSOLVERÃO, e SERÁ CONSUMIDA A TERRA COM TODAS AS OBRAS QUE ELA CONTÉM… Enquanto esperais e apressais o dia de Deus, esse dia em que SE HÃO DE DISSOLVER OS CÉUS INFLAMADOS E SE HÃO DE FUNDIR OS ELEMENTOS ABRASADOS! Nós, porém, segundo sua promessa, esperamos novos céus e uma nova terra, nos quais habitará a justiça”. (II Pedro 3:6, 7, 12 e 13).

    4)_A execução deste terrível juízo poderá ser de longa duração, pois o Apocalipse usa o as expressões “para todo o sempre”, ou “pelos séculos dos séculos”. Mas aqueles que não creem no aparente sadismo de uma tortura eterna, pensam que estas expressões se referem aos RESULTADOS, aos EFEITOS do juízo, que serão realmente ETERNOS. Assim eles entendem. Citam diversas passagens bíblicas que falam claramente de uma destruição total e irreversível dos impenitentes. Esta seria a SEGUNDA MORTE; morte do corpo e da alma. O próprio inferno (sepultura) seria destruído no LAGO DE FOGO, como se diz em Apocalipse 20:14).
    Citam uma passagem especialmente significativa, em que o próprio Deus afirma que haverá uma morte sem esperança de ressurreição. Ele afirma que destruirá até a lembrança dos ímpios, ou seja, serão apagados da nossa memória. É como se nunca tivessem existido. Veja:

    “MORRENDO ELES, NÃO TORNARÃO A VIVER; FALECENDO, NÃO RESSUSCITARÃO; POR ISSO OS VISITASTE E DESTRUÍSTE, E APAGASTE TODA A SUA MEMÓRIA”.

    (Isaías 26:14). Seria esta profecia um cumprimento do que o Senhor JESUS disse em Mateus 12:28?
    “NÃO TEMAIS AQUELES QUE MATAM O CORPO, MAS NÃO PODEM MATAR A ALMA; TEMEI ANTES AQUELE QUE PODE PRECIPITAR A ALMA E O CORPO NA GEENA”.
    (Geena, aqui, se refere ao lugar onde se queimavam corpos de animais e de homens, próximo a Jerusalém. Seria uma figura, um símbolo, do LAGO DE FOGO).

    Aí está, Eliel, uma linha de pensamento alternativa para quem acha absurda a ideia de relacionar um Deus de amor com um “inferno” enquanto lugar de tortura extrema, cruel e eterna. Estude o assunto com oração. Analise as opiniões dos demais colaboradores deste site. Mas tente formar a sua própria opinião, examinando tudo o que puder nas Escrituras, e retendo o bem. Se puder, mantenha-me informado da sua pesquisa.

    Antes de terminar, vou deixar um trecho (disponível na internet) que nos mostra como alguns destes cristãos que não creem no “inferno eterno” entendem o final de todas as coisas. Não acho bom falar neste site das minhas opiniões pessoais, mas não posso negar que este final é muito lindo, não? Veja:

    “Pecado e pecadores não mais existem. O Universo inteiro está purificado. Uma única palpitação de harmonioso júbilo vibra por toda a vasta criação. De Deus que tudo criou emanam vida, luz e alegria por todos os domínios do espaço infinito. Desde o minúsculo átomo até ao maior dos mundos, todas as coisas, animadas e inanimadas, em sua serena beleza e perfeita alegria, declaram que Deus é amor”.

    E as Escrituras dizem:
    “Vi, então, um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra desapareceram e o mar já não existia. Eu vi descer do céu, de junto de Deus, a Cidade Santa, a nova Jerusalém, como uma esposa ornada para o esposo. Ao mesmo tempo, ouvi do trono uma grande voz que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens. Habitará com eles e serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles. Enxugará toda lágrima de seus olhos e JÁ NÃO HAVERÁ MORTE, NEM LUTO, NEM GRITO, NEM DOR, PORQUE PASSOU A PRIMEIRA CONDIÇÃO. (Apocalipse 21).

    Onde cabe um inferno de sofrimento, gritos e dor neste cenário?

    Theophilo

  2. o homem é provado devido ao pecado, satanás disputa com o Senhor as almas, e Deus humilha a satanás mostrando a ele que o homem ,mesmo com tudo aparentemente do bom e melhor que o diabo pode oferecer , escolhe adorar a Deus. Deus através de seu filho Jesus, deu poder aos homens, tirando a força do diabo através do nome de Jesus.
    Satanás é um ser que quer ser deus e muitos caem em seu encanto e ilusão e passam a adora-lo, como se estivessem hipnotizados, cegos e Deus separou dois caminhos céu e inferno e no momento certo irá levar aqueles que escolher viver para Cristo para o novo Céu e nova terra e lançar satanás seus anjos e aqueles que o adoraram e não quiseram enxergar a verdade no inferno, que está preparado para ele.
    O diabo sabe que Deus é o todo poderoso e que ele não pode lutar contra ELE, e Deus o deixou na terra para mostrar a ele que ele é um derrotado que até o homem, falho, pecador, desobediente, se arrepender é perdoado e recebe poder do alto em nome de Jesus.Ele fica com muito ódio e por isso quer nos destruir.Eu vejo assim: é um castigo para satanás viver no meio do ser humano, um ser mais fraco do que ele(por que só somos forte se tivermos o Pai, o Filho e o Espirito Santo em nossa vida)derrota-lo em nome de Jesus Cristo e somos chamados de filhos agora, e amados e perdoados ao contrario de satanás que etá condenado e perdeu todos os seus direitos diante do criador que o criou.Ele quer competir com Deus…mas já está derrotado em nome de Jesus. Aleluia!

  3. Eliel. A outra parte do seu questionamento: por que não a “prisão” ou “destruição” do Diabo antes que ele prejudicasse o nosso planeta?

    Deus tem um plano para a eliminação definitiva e eterna do mal não somente em nosso planeta mas em todo o universo, ou seja, ELE quer que jamais aconteça alguém escolher rebelar-se outra vez contra ELE, como fez Lúcifer. ELE deseja criar mundos e mais mundos sem o risco de acontecer de novo a desgraça que ocorreu na Terra.

    Para isso, é preciso que todos tenham uma ideia exata das consequências de viver por conta própria, sem consideração aos princípios de vida propostos pelo Criador para o nosso próprio bem. Caso ELE não permitisse o desenvolvimento natural da maldade; caso destruísse imediatamente Lúcifer, Caim e todos os ímpios, jamais teríamos certeza de que o mal não compensa. Jamais saberíamos até onde o pecado pode degradar-nos.

    Assim, o nosso planeta ficou sendo a demonstração nua e crua do que pode ser a vida inteligente se alienada do Criador. O nosso planeta é “espetáculo aos mundos”. (I Coríntios 4:9). Aqui, aparece a miséria, o sofrimento, o desespero, a angústia, a injustiça e todos os tristes resultados de uma vida sem obediência à Lei de Deus. Isso não é teoria – é prática; está evidente; é só olhar ao redor, a nível local ou universal. O ato máximo que bradou esta verdade ao universo inteiro foi a crucifixão de Cristo. Quando Ele disse “está consumado”, todos os seres criados por Deus perceberam quem tinha razão – Deus ou Lúcifer. Este agindo como assassino cruel daquele que lhe criara e lhe dera tanta honra e resplendor. Em contraste, Deus revelando um Amor incompreensível pelas Suas criaturas, a ponto de sacrificar Seu Único Filho. Do calvário para a frente, tudo é só uma questão de tempo. A grande controvérsia já está resolvida.

    Contudo, embora o Criador tenha permitido que o mal amadurecesse e desse seus frutos, tendo como principal objetivo expor os sofrimentos decorrentes da desobediências, ELE determinou que esta situação é temporária. Nosso planeta será reintegrado à ordem universal, ou, na linguagem bíblica, “EIS QUE CRIO NOVOS CÉUS E NOVA TERRA, EM QUE HABITA A JUSTIÇA”; “NÃO HAVERÁ MAIS PRANTO, NEM DOR, NEM MORTE, PORQUE JÁ AS PRIMEIRAS COISAS SÃO PASSADAS”.

    A reintegração do nosso mundo, inclui a eliminação completa e radical daqueles que causam o mal: “MORRENDO ELES NÃO TORNARÃO A VIVER; FALECENDO NÃO RESSUSCITARÃO; PORQUE OS CASTIGASTE, DESTRUÍSTE E APAGASTE ATÉ A LEMBRANÇA DELES”. (Isaías).

    Nesse contexto, o livre-arbítrio concedido a cada um de nós pelo Criador não é a liberdade para vivermos em rebelião contra as Suas Leis, causando sofrimento a nós mesmos, ao nosso próximo, aos animais… Não é vivermos assim indefinidamente como indivíduos, ou perenemente como raça. O livre arbítrio bíblico é o direito de escolher ser ou não ser salvo de nós mesmos; de nossa natureza perversa, rebelde, incrédula, egoísta, sem amor ao próximo… Não é o direito de determinar os resultados. Estes são apresentados de maneira clara nas Santas Escrituras: “EIS QUE PONHO DIANTE DE VÓS A VIDA E A MORTE; ESCOLHEI A VIDA PARA QUE VIVAIS”. “PORQUE NÃO TENHO PRAZER NA MORTE DE QUEM MORRE – CONVERTEI-VOS, POIS, E VIVEI”. (Deuteronômio / Ezequiel).

    Aí está, Eliel, uma linha de pensamento que pode lhe dar subsídios para chegar à conclusão por si mesmo. Fico ao seu dispor caso deseje contatar-me por e-mail.

    Felicidades, amigo.

    Theophilo
    E-mail pesquise.a.biblia@gmail.com

  4. A Paz do Senhor a todos.

    Resumidamente segue:
    1- Satanas não esta preso, está solto e ainda dominando com a permissão de Deus para que se cumpra a palavra,
    Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. 2 Coríntios 4:4
    Então o Senhor disse a Satanás: Donde vens? E respondeu Satanás ao Senhor, e disse: De rodear a terra, e passear por ela. Jó 2:2

    2- o inferno não deve ser confundido com o lago de fogo, o lago de fogo é que foi criado para o Diabo e seus anjos:
    E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte. Apocalipse 20:14
    E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo. Apocalipse 20:15
    Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos que se prostituem, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte. Apocalipse 21:8
    E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre. Apocalipse 20:10

    3 Satanas não está preso , só sera preso depois que Jesus voltar, e será solto durante um pequeno período do Milênio (período onde o Viveremos juntamente com o Senhor):
    E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo. Apocalipse 20:3.

  5. ELIEL, O INFERNO TAL COMO ENSINADO PELA PELA CRISTANDADE É UMA DOUTRINA FALSA QUE NÃO CONSTA NA BIBLIA. É UMA DOUTRINA PAGÃ. O DIABO FOI EXPULSO DO CÉU E LANÇADO NA TERRA. NO LIVRO DE JÓ QUANDO DEUS PERGUNTA AO DIABO : DE ONDE VENS? O DIABO RESPONDEU: DE ANDAR NA TERRA E PERCORRE-LA . ELE NÃO RESPONDEU DAS PROFUNDEZAS DO INFERNO. O INFERNO BIBLICO É NADA MAIS NADA MENOS DO QUE A SEPULTURA COMUM DA COMUM DA HUMANIDADE. O DIABO DISSE A NOSSO SENHOR JESUS QUE ESTE MUNDO FOI DADO A ELE E NÃO AS PROFUNDEZAS DE UM SUPOSTO MUNDO SUBITERRANEO. SE QUISER MAIS INFORMAÇÃO TEREI PRAZER EM ENVIAR PARA O SEU E-MAIL. O MEU É : KARLOSNOVA @BOL.COM.BR

  6. Porque a Bíblia é uma colcha de retalhos que foi sendo costurada ao longo de séculos. Assim, algumas ideias e historias contidas nelas são contraditórias mesmo. A ideia de um deus justo e onisciente que criou a humanidade sabendo que a maior parte dela seria condenada ao sofrimento eterno, por exemplo, é uma dessas contradições.

    Quanto ao inferno ter sido criado para o diabo, isso é uma interpretação posterior feita pelos cristãos do início da Era Comum. Quando os hebreus inventaram a ideia de Satanás ele era mais um subordinado de deus que seu adversário. Satã em hebraico significa acusador, opositor, e, segundo a doutrina hebraica, ele era o servo divino responsável por testar a fé das pessoas (o livro de Jó é um bom exemplo de como a relação entre esses dois funcionava). Com o passar do tempo e, principalmente depois do contato do judaísmo com o zoroastrismo, durante o exílio babilônico, essa visão de satanás começou a ser modificada e ele passou a ser incluído nas diversas justificativas que os teólogos inventavam para a Teodiceia. Mais tarde os cristãos absorveram a noção helenista de um mundo inferior pós-vida, transformando o Hades grego no inferno cristão. Essas ideias foram aprofundadas na Idade Média e expandidas após Dante publicar seu épico “A divina Comédia”.

    E é por isso que hoje existem pessoas que realmente acreditam que exista um lugar no universo onde o fogo arde eternamente, administrado por um ser com cara de bode fedendo a enxofre com um tridente na mão, esperando para torturar pessoas que não seguiram regras ditadas por uma divindade e registradas há dois mil anos por um povo supersticioso do deserto.

    • Não há contradição, irmão ateu, porque o mal é resultado da ausência de Deus. Assim como o frio é resultado da ausência de calor e a escuridão é resultado da ausência de Luz.

      São opostos, porém um corresponde à ausência do outro.

      E a ausência de Deus é ocasionada por uma escolha: do mal ao invés do bem.

      Foram nossos pais, Adão e Eva quem escolheram o destino a humanidade.

      Porém mesmo escolhendo o mal e a morte, Deus conferiu a cada um, individualmente, a oportunidade de fazerem novamente a sua escolha!

      E nisto a humanidade se divide pois uns querem fazer o bem e outros querem fazer o mal. E para fazer o mal, o homem conta com a ajuda de Satanás e seus anjos, enquanto que, para fazer o bem, o homem conta com Cristo e SEUS anjos.

      É uma disputa cósmica onde o centro da questão é o livre arbítrio!

      E o próprio Deus em Cristo se inseriu na linha de frente desta batalha.

      O mal era uma potência, que Deus jamais queria que viesse à existência. Um risco que haveria enquanto optasse por criar seres com livre arbítrio ao invés de máquinas sem vontade própria.

      O homem poderia nem vir à existência;
      O homem poderia vir à existência mas sem livre arbítrio;
      Mas o homem poderia vir à existência contendo a maior bênção de Deus que é a capacidade de livre escolha.

      Por ser amor, Deus optou por criaturas que pudessem amá-lo, mesmo sabendo que haveria a possibilidade de ser rejeitado.

      A BATALHA NO CÉU
      https://www.youtube.com/watch?v=IX46Do5mWew

    • “Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos.” Mateus 25: 4

      Isto nem é nem nunca será uma mentira, mas sim uma verdade absuluta da palavra de Deus, que não é o homem para que minta, Jeus Cristo te ama e salva a todos que se arrependerem, te converte e creia na palavra de Deus que se compre com exatidão extraórdinaria, porque, “”(Isaías 2:19) – diz, Então os homens entrarão nas cavernas das rochas, e nas covas da terra, do terror do SENHOR, e da glória da sua majestade, quando ele se levantar para assombrar a terra. “”

  7. Olá, querido irmão Eliel.

    Biblicamente, o inferno ainda não existe, mas existirá, no futuro, ao qual a Bíblia chama de Lago de Fogo e Enxofre (Apocalipse 21:8, Apocalipse 20:10, Apocalipse 19:20, Apocalipse 20:14, Apocalipse 20:15). Por isto Satanás e seus anjos ainda não foram jogados neste lugar.

    “E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus, Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo?” (Mateus 8:29)

    E satanás não poderia ser destruído ainda, porque ainda não havia sido provado o seu caráter e as suas verdadeiras intenções (Isaías 14:13-14). O que ficou claro na Cruz, quando levou à tortura e morte o seu próprio criador.

    E o que Satanás fez aqui na terra foi uma continuação da “bagunça” que ele fez no céu (Apocalipse 12:9, Isaías 14:12). As atitudes de satanás colocou dúvidas na mente dos anjos, porque o pecado era até então, desconhecido. O mesmo ocorreu com Adão e Eva (Gênesis 3:1-7). E o resultado:

    Este mundo de morte, dor e miséria.

    Mas Graças a Deus que temos Jesus (João 3:16)! E hoje podemos optar, cada um, por estar novamente ao lado de Deus.

    • Sr Adventista, com todo respeito o sr com este comentário, deixo mais confusão no ar.

      Digo isso por que, primeiro o sr afirma:Biblicamente, o inferno ainda não existe, mas existirá, no futuro, ao qual a Bíblia chama de Lago de Fogo e Enxofre.
      Meu amigo o sr não prestou atenção no comentário dos outros não?
      A palavra hebraica Seol, que se referia à “habitação dos mortos”, é traduzida “inferno” em algumas versões da Bíblia. O que esse texto revela sobre a condição dos mortos? Será que eles sofrem no Seol para pagar pelos seus erros? Não, porque não “sabem coisa nenhuma”. Foi por isso que o patriarca Jó, ao sofrer terrivelmente por causa de uma grave doença, implorou a Deus: “Proteja-me no inferno [hebraico, Seol].” (Jó 14:13; Versão Douay-Rheims) Que sentido teria esse pedido se o Seol fosse um lugar de tormento eterno? O inferno, no sentido bíblico, é simplesmente a sepultura comum da humanidade, onde todas as atividades cessam.

      Agora o sr vem afirmando que o inferno não existe ainda, mais vai existir? e usando o texto de apocalipse 21:6? será que o sr que afirmá que o lago de fogo será o ” inferno” ? se for, então leia o contexto no capitulo 20:14 , la está escrito ” E a morte e o INFERNO FORAM LANÇADOS NO lago de fogo. ”
      Então como o sr diz que o inferno vai existir, se na Bíblia diz que ele não vai existir?

      Segundo: O sr disse: ”O que ficou claro na Cruz, quando levou à tortura e morte o seu próprio criador.”

      Então que dizer na sua opinião, foi Jesus Cristo que CRIOR o Diabo? Então isso que dizer que Jesus crior o diabo de propósito para aturmentar as pessoas? então que dizer que quando um filho depois de adulto vira ladrão ou assasino, foi o Pai que crior o filho ladrão, e não que o filho se fez ladrão? é isso?

      Sr adventista, pelo amor de Deus, se osr não que ver a Palavra de Deus sendo zombada pelos Ateista, não faça tal tipo de comentário, deixe queto, não somos obrigado a comentar aquilo que não entendemos direito.
      Fique em paz.

      • Paulo, Paulo! Querido irmão em Cristo.

        Vamos ser mais receptivos à boa vontade dos que querem ajudar aqui no site! Lembre que nem sempre temos tanto cuidado com os “jotas” e os “tis” em nossas falas. Esses dias, uma querida irmã esqueceu uma interrogação (?) quando disse ironicamente – “Então Paulo falou bobagem em Coríntios…”. O Stardust (se não me engano) entendeu que ela estava “afirmando”. Coitada! Postou imediatamente explicando que se esqueceu da interrogação. Era simples a questão.

        No caso do estimado “Sr. Adventista”, entendo que ele usou a expressão “inferno” tomando-a no sentido popular; não deduzi que ele crê neste tipo de inferno, mas na destruição final dos ímpios. Parece-me que ele quis dizer que “a sepultura de fogo” não existe ainda, mas existirá.

        Quando o “Sr. Adventista” disse que o Diabo “levou à morte o seu próprio Criador”, entendo que está implícita a compreensão de que Deus não criou um ser corrompido, mas que este se corrompeu: “PERFEITO ERAS NOS TEUS CAMINHOS DESDE O DIA EM QUE FOSTE CRIADO, ATÉ QUE SE ACHOU INIQUIDADE EM TI”. (Ezequiel 28:15). Considerando este importante detalhe, seria errado dizer que, no calvário, o Inimigo estava ferindo Aquele que o criou? Lembre que “TODAS AS COISAS FORAM CRIADAS POR ELE E SEM ELE NADA DO QUE FOI FEITO SE FEZ” (João 1).

        Uma sugestão, irmão Paulo: vamos ajudar-nos mutuamente. Quando alguém esquecer uma “interrogação”, um “til”, um “jota”, ou não for claro na sua tentativa de ajudar os consulentes, vamos complementar o seu esforço com comentários amigos e corteses, procurando educadamente endireitar as coisas, sem depreciar a pessoa ou esquecer o que de bom ela escreveu. Isto impressionará positivamente as pessoas que nos consultam. Entenderão que somos cristãos verdadeiros. Que nos amamos apesar das diferenças de opinião.

        Como está escrito:
        “Amai-vos mutuamente com afeição terna e fraternal. Adiantai-vos em honrar uns aos outros.” (Romanos 12:10).

        Felicidades em Cristo, querido irmão Paulo.

        Theophilo
        E-mail: pesquise.a.biblia@gmail.com
        =========================================================

      • E que problema haveria em alguém que “não entende direito” comentar, dar sua opinião, tentar contribuir, sendo que sempre há alguém com mais entendimento do que nós e onde nunca chegaremos a um patamar, tal, que possamos dizer de que entendemos certo assunto direito enquanto que outros, por julgarmos terem supostamente um menor conhecimento, não entenda?

        Acompanhe este debate, para que o irmão não tenha dúvidas de minha posição:

        http://mcapologetico.blogspot.com.br/2015/06/a-parabola-do-rico-e-lazaro-e-o.html

        Apenas dei uma resposta objetiva à uma pergunta objetiva. E a resposta foi dirigida à um cristão onde o “inferno” que tal irmão acredita estar reservado para Satanás é realmente o Lago de Fogo e enxofre.

        Fiz uma IDENTIFICAÇÃO.

        Nota-se que na concepção de Eliel, inferno é o LUGAR “criado para ele [Satanás] junto com seus anjos”

        Esta concepção, pura e simples está correta!

        Então você pode pegar esta noção de inferno como sendo “lugar criado para ele [Satanás] junto com seus anjos” e direcioná-lo para o lago de fogo e enxofre.

        E o que fazemos com a palavra inferno?

        Agora sim, que Eliel associou seu conceito de Lugar de castigo de Satanás e seus anjos, ao lago de fogo e enxofre, você trata da questão da palavra inferno. Explicando… que é uma palavra… que não existe no original… e que no lugar… estão … outras palavras … que trazem consigo… outros conceitos. E que devemos deixar de lado a palavra inferno e usar os originais, para não termos que lidar com confusões e aparentes contradições como o citado verso que pareceria dizer de que o inferno estaria sendo jogado no inferno, quando na verdade é o Ades (mundo dos mortos) é que está sendo jogado no lago de fogo (literal, e que ocorre a céu aberto etc. etc. e tal):

        http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2015/07/perguntas-e-respostas-imortalidade-da.html

        Aprendi que, em certos casos, é mais útil aproveitar uma noção que uma pessoa tem, a fim de responder mais objetivamente à uma pergunta. E usar recursos de pedagogia baseado em responde APENAS aquilo que é a dúvida da pessoa, usando o universo cognitivo da própria pessoa do que dar uma completa aula de hermenêutica, indo muito além do que aquilo que a pessoa pediu.

        Devemos saber identificar o tipo de diálogo apropriado para cada situação . Neste caso, julgo que se trate da situação de alguém que está começando a se aprofundar no estudo da Bíblia, querendo tão somente entender algo que descobriu, esperando, de preferência, uma resposta simples e direta, que o faça, antes, entender algo que lhe chamou a atenção, do que ser corrigido quanto à sua concepção sobre o inferno, ao qual, alguns de nós julga que seja o da imortalidade da alma grega com direito a tormento eterno.

        Não! O que o irmão colocou é um inferno como sendo um lugar de punição de Satanás e seus anjos, sendo com isto que temos, primordialmente, que trabalhar [julgo, posso estar equivocado].

        Quanto ao irmão ateu, já havia deixado o seguinte comentário:

        http://perguntas.gospelmais.com.br/de-acordo-com-a-biblia-o-inferno-foi-criado-para-o-diabo-e-seus-anjos-certo.html#comment-81042

        E que ainda não foi publicado. Onde consta:

        “Não há contradição, irmão ateu, porque o mal é resultado da ausência de Deus. Assim como o frio é resultado da ausência de calor e a escuridão é resultado da ausência de Luz.

        São opostos, porém um corresponde à ausência do outro.

        E a ausência de Deus é ocasionada por uma escolha: do mal ao invés do bem.

        Foram nossos pais, Adão e Eva quem escolheram o destino a humanidade.

        Porém mesmo escolhendo o mal e a morte, Deus conferiu a cada um, individualmente, a oportunidade de fazerem novamente a sua escolha!

        E nisto a humanidade se divide pois uns querem fazer o bem e outros querem fazer o mal. E para fazer o mal, o homem conta com a ajuda de Satanás e seus anjos, enquanto que, para fazer o bem, o homem conta com Cristo e SEUS anjos.

        É uma disputa cósmica onde o centro da questão é o livre arbítrio!

        E o próprio Deus em Cristo se inseriu na linha de frente desta batalha.

        O mal era uma potência, que Deus jamais queria que viesse à existência. Um risco que haveria enquanto optasse por criar seres com livre arbítrio ao invés de máquinas sem vontade própria.

        O homem poderia nem vir à existência;
        O homem poderia vir à existência mas sem livre arbítrio;
        Mas o homem poderia vir à existência contendo a maior bênção de Deus que é a capacidade de livre escolha.

        Por ser amor, Deus optou por criaturas que pudessem amá-lo, mesmo sabendo que haveria a possibilidade de ser rejeitado.”

        Acompanhado do seguinte vídeo:

        http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2013/08/celestial-war-between-jesus-and-satan.html

        E que não deixa dúvidas sobre a origem do diabo.

        Acompanhe um outro comentário com tema relacionado:

        http://perguntas.gospelmais.com.br/e-pecado-seguir-deus-e-gostar-do-sobrenatural.html#comment-80803

        Faça uma visita ao meu blog:

        http://novamenteadventistas.blogspot.com.br

        De toda forma, farei bom proveito de seus alertas, aplicando-os quando necessário.

        Um abraço, querido irmão!

  8. Leio a Bíblia com calma e ponderação há muitos anos. Respeitando alguma regras básicas de exegese, não vejo incoerências no que diz respeito ao personagem em questão – o “Adversário” o “Enganador”. Desde a “Serpente” no Éden até a “Antiga Serpente” do Apocalipse, o personagem é o mesmo e a sua relação com o Criador é a mesma. Analisando alguns textos, vemos o seguinte:

    SEU COMEÇO:
    “Eras um querubim protetor colocado sobre a montanha santa de Deus; passeavas entre as pedras de fogo.
    Foste irrepreensível em teu proceder desde o dia em que foste criado, até que a iniqüidade apareceu em ti… Profanaste os teus santuários” (Ezequiel 28:14-15, 18).

    SUA PERVERSÃO:
    “Teu coração se inflou de orgulho devido à tua beleza, arruinaste a tua sabedoria, por causa do teu esplendor; precipitei-te em terra, e dei com isso um espetáculo aos reis.” (Ezequiel 28:14-15).

    “Então! Caíste dos céus, astro brilhante, filho da aurora! Então! Foste abatido por terra, tu que prostravas as nações! Tu dizias: Escalarei os céus e erigirei meu trono acima das estrelas. Assentar-me-ei no monte da assembléia, no extremo norte. Subirei sobre as nuvens mais altas e me tornarei igual ao Altíssimo.” (Isaías 14:12).

    SUA PRESENÇA NO ÉDEN:
    “Estiveste no Éden, jardim de Deus”. (Ezequiel 28:13).
    Nota: Eis aí a “antiga serpente”. (Apoc. 12)

    SEU HABITAT ATUAL (não um “inferno” subterrâneo):
    “Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, NAS REGIÕES CELESTIAIS”. (Efésios 6:12).

    ONDE SERÁ CASTIGADO NO DIA DO ACERTO DE CONTAS:
    “E será que naquele dia o SENHOR castigará OS EXÉRCITOS DO ALTO NAS ALTURAS, e os reis da terra sobre a terra.” (Isaías 24:21).

    (Uma observação: Se a Bíblia falasse de extraterrestres sediados “nas alturas” – por exemplo em Marte ou outro planeta do nosso sistema solar – visando interferir nos negócios da terra e na vida dos seus moradores, aí os intelectualmente orgulhosos acreditariam. Mas a Bíblia foi escrita em linguagem simples, não para produzir sensacionalismo. Por isso quem não se torna simples como uma criança, não entende o Reino de Deus.)

    SEU FIM (não um “inferno eterno”):
    “No desenvolvimento do teu comércio, encheram-se as tuas entranhas de violência e pecado; por isso eu te bani da montanha de Deus, e TE FIZ PERECER, ó querubim protetor, em meio às pedras de fogo… De ti fiz jorrar o fogo que te devorou e TE REDUZI A CINZA SOBRE A TERRA aos olhos dos espectadores. Todos aqueles que te conheciam entre os povos ficaram estupefatos com o teu destino; acabaste sendo um objeto de espanto; foste banido para sempre!” (Ezequiel 28:18-19).

    ========================================================================

    Obviamente, apresentei aqui um resumo que poderia ser ampliado com várias outras passagens bíblicas que apenas corroborariam a coerência bíblica relativa ao assunto em pauta.

    Amigos! Reitero meu apelo: por que não aplicar tempo, inteligência e esforço para descobrir por nós mesmos o que a Bíblia ensina sobre um assunto qualquer do nosso interesse? Por que não procurar saber o que realmente “está escrito”, para depois concordar ou não; criticar ou não? É porque isto toma tempo?

    Seria honesto opor-se à Bíblia atribuindo a ela conceitos religiosos populares cristãos ou não, judaicos ou não. Como por exemplo o inferno eterno; o diabo como um tipo de “parceiro” de Deus no plano de redenção do homem; que o mundo a mil anos chegaria, mas não passaria dos dois mil… e por aí vai.
    É muito proveitosa a discussão e necessária a crítica quando o objetivo é a busca da verdade. Não quando simplesmente queremos provar os nossos pontos de vista, ou destruir os alheios. No fundo, quando agimos desta maneira, podemos estar desesperadamente querendo provar alguma coisa para nós mesmos.

    Voltando ao assunto inicial, não sou exorcista, nem pertenço aos ramos “carismáticos” do cristianismo. Sou profissional de área técnica eletrônica. Não tenho tendências para misticismo barato. Mas já pude observar “ao vivo” o ódio intenso e terrível que este “Adversário” tem pelo ser humano. Sua maldade e maligno desejo de matar; de produzir a ruína. É loucura esforçarmo-nos para banir de nossa vida o Criador – o único em quem temos chance de escapar das “hostes espirituais das trevas”. Se conseguirmos inibir toda sensibilidade espiritual à Voz e ao Amor do Criador, ficaremos sem chance de resistir à inteligência superior daquele que foi HOMICIDA DESDE O PRINCÍPIO.

    Amigos! A existência não é brincadeira. Pelo amor de nossas próprias vidas, não sejamos daqueles “CUJAS INTELIGÊNCIAS O DEUS DESTE MUNDO OBCECOU A TAL PONTO QUE NÃO PERCEBEM A LUZ DO EVANGELHO, ONDE RESPLANDECE A GLÓRIA DE CRISTO, QUE É A IMAGEM DE DEUS”. (II Cor 4:2-3).

    Respeitosamente

    Theophilo
    E-mail: pesquise.a.biblia@gmail.com

  9. SEU FIM (não um “inferno eterno”):
    “No desenvolvimento do teu comércio, encheram-se as tuas entranhas de violência e pecado; por isso eu te bani da montanha de Deus, e TE FIZ PERECER, ó querubim protetor, em meio às pedras de fogo… De ti fiz jorrar o fogo que te devorou e TE REDUZI A CINZA SOBRE A TERRA aos olhos dos espectadores. Todos aqueles que te conheciam entre os povos ficaram estupefatos com o teu destino; acabaste sendo um objeto de espanto; foste banido para sempre!” (Ezequiel 28:18-19).

    Essa passagem poderia significar a queda de um meteoro? que foi visto até mesmo na terra?
    foi isso que entendi.

    • Adriana, querida irmã!

      Apreciei o seu comentário. Não entendi muito bem a menção a “meteoro”. Se você está falando da forma como o SENHOR destruirá o “querubim protetor”, não me arrisco a entrar em detalhes. O que significaria a expressão “De ti fiz jorrar o fogo que te devorou e TE REDUZI A CINZA”?

      Uma observação importante: na análise desse texto precisamos considerar um estilo literário muito frequente nas profecias: FALA-SE DE AÇÕES FUTURAS COMO SE JÁ TIVESSEM SIDO EXECUTADAS. Por que sabemos que isto se aplica a Ezequiel 28:18 e 19? Porque outros textos sobre a destruição do Diabo deixam muito claro que ocorrerá no final dos tempos. Por exemplo, em Apocalipse 20:2, vemos ele ainda estará existindo até o final dos mil anos: “Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos”. Muitos outros textos também se referem à atuação deste terrível inimigo até os dias finais da história.

      O caminho para entender a Bíblia sem risco de erro é procurar no próprio texto explicações do que ainda não nos parece claro. Ou em textos correlatos, isto é, que falem do mesmo assunto. O caminho para fazer confusão é tentar imaginar explicações e apresentá-las não como hipóteses mas como “verdades”. Isto seria “interpretação particular”, ou seja, conforme a inteligência humana, e com muita probabilidade de não estar correta.

      Vamos aplicar esta regra ao presente caso? Assim que me sobrar um tempinho, vou lhe mandar outros versículos que tratem do mesmo assunto. Enquanto isto, por favor, me envie o texto ou textos que levaram você a concluir que se trata de um meteoro. Ou me explique melhor o que quis dizer (posso não ter entendido bem). Pode ser por e-mail, se achar melhor. Acredito que este tipo de troca de informações é muito proveitoso para ampliarmos a nossa compreensão da Palavra.

      Que a Paz do nosso querido JESUS permaneça com a irmã.

      Theophilo
      E-mail: pesquise.a.biblia@gmail.com

      • O meu comentário foi de quando o anjo Lucifer foi lançado na terra. De ti fiz jorrar o fogo que te devorou e TE REDUZI A CINZA SOBRE A TERRA aos olhos dos espectadores. Todos aqueles que te conheciam entre os povos ficaram estupefatos com o teu destino; acabaste sendo um objeto de espanto; foste banido para sempre!” (Ezequiel 28:18-19).
        Acredito que foi como um meteoro que todos puderam ver.

        • Adriana! Que prazer ter o seu retorno. Espero que esteja tudo correndo bem com você.

          Agora entendi o que quis dizer com “meteoro”.

          Sempre achei natural esforçar-nos para imaginar, ou seja, tentar visualizar as coisas que Deus revela na Bíblia. Para isto, o Senhor nos concedeu o maravilhoso dom da imaginação – os animais, até onde eu saiba, não possuem este dom.

          Achei linda a sua comparação. Poderia cumprir-se deste modo a profecia “TE REDUZI A CINZA SOBRE A TERRA aos olhos dos espectadores”. O que você não fez (e está de parabéns por isso) foi transformar esta sua hipótese numa certeza. Enquanto não acharmos definição exata na próprio Bíblia, é melhor deixar as nossas hipóteses no campo do “PODE SER E PODE NÃO SER”.

          Note, porém, uma coisa neste caso particular: conforme fica bem claro em outros textos sobre este mesmo assunto, a destruição do anjo rebelde AINDA ESTÁ NO FUTURO. Vou citar apenas um texto, escrito uns 700 anos depois da profecia de Ezequiel. Nesse texto, tal destruição AINDA É COLOCADA NO FUTURO:

          (Romanos 16:20) – “E o Deus de paz esmagará em breve Satanás debaixo dos vossos pés. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco. Amém.”

          Bem! Você sabe que vários séculos depois de Ezequiel, Lúcifer ainda estava vivo e ativo, pois confrontou Jesus no monte da tentação e em várias outras ocasiões. Lembra?

          Come mencionei no comentário anterior, na análise desse texto precisamos considerar um estilo literário muito frequente nas profecias: FALA-SE DE AÇÕES FUTURAS COMO SE JÁ TIVESSEM SIDO EXECUTADAS.

          Felicidades, Adriana. Que a Paz do querido JESUS permaneça com você.

          Theophilo
          Email: pesquise.a.biblia@gmail.com
          =============================================

          • Theophilo, graças a Deus esta tudo bem e com vc?Com certeza devo pesquisar e estudar pq para mim este texto de Ezequiel se referia à qdo Lúcifer se rebelou e foi banido do céu, não sabia que era uma profecia sobre o fim dos tempos.
            A paz do Senhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *